Top Social

Alguma vez deixou os dejectos do seu cão para trás?

2.10.13
Alguma vez deixou os dejectos do seu cão para trás? Quantas vezes simulou procurar algo para recolher só porque alguém o observava? Quantas vezes rezou para que a vizinha entrasse em casa para você sair a correr do local do crime? Porquê que gosta de complicar a sua vida?  Há sacos para todos os gostos. Há material de recolha cheio de pinta. Porquê andar às escondidas a deixar presentes no caminho?

Sei que, para muitos, a recolha do cocó do seu cão, ainda, é um absurdo. Tenho de concordar quando afirmam que não é das tarefas mais agradáveis de se fazer, mas será tão difícil assim que não se possa cumprir? 

E se lhe disser que a não recolha dos dejectos caninos é uma forte ameaça ao fornecimento de água potável? Acha que é o saco de plástico uma fonte de poluição maior que a não recolha do dejecto? O problema não é o saco de plástico, mas, sim, a poluição da água com os dejectos caninos. Sabia que os dejectos caninos são tão poluentes para o ambiente como os químicos e os derrames.

Afinal, ser dono não é cuidar do animal para o bem e para o mal? Passar a mensagem a todos quantos tenham cães, ou não os tenham, mas sejam cidadãos com sentido de responsabilidade é meio caminho para que a recolha se torne um hábito!

Hoje levou sacos para recolher os dejectos do seu cão? Seja sincero!
(o infográfico - autoria da PoopBuddy- é bastante elucidativo e educativo - clique sobre ele para o ver maior)