Top Social

Como escolher o veterinário certo em 8 passos

21.8.13
Patas&Focinhos Fotografia
Saúde| Quando um cão entra na nossa vida, passamos a ser responsáveis pela segurança, saúde, nutrição e cuidados do patusco até ao fim dos seus dias. Encontrar um veterinário capaz de satisfazer a gregos e troianos é difícil. Todos nós procuramos certas e determinadas características, algumas delas são comuns, outras são mais subjectivas. Aqui estão algumas dicas úteis para escolher o veterinário certo para si e para o seu cão.


Comunicação
Junte o seu agregado familiar. Conversem, compartilhem, discutam sobre as qualidades que um veterinário deve ter. Elabore uma lista de perguntas a fazer ao candidato a veterinário. Procure referências de criadores, de associações e outros donos de animais. Dependendo da sua escala de valores, as referências podem ser mais úteis para umas pessoas, para outras a relação pessoal será mais valorizada. Uma média entre as duas será o ideal.

Envolvimento da comunidade
Será que o veterinário se envolve com as questões da comunidade? Convida cães e donos a visitar a clínica só para passarem algum tempo de lazer ( ex: aniversário da clínica, algum dia em especial dedicado a actividades).

Forma de pensar e capacidade de comunicação
Questione o veterinário sobre tudo o que o preocupa. Observe a forma como responde às suas questões, se valoriza o bem-estar do seu cão ou ó se preocupa com o pelim na bolso, se é capaz de fazer passar a mensagem ou enrosca-se no mediquês.


Disponibilidade
Informe-se se pode contar com o veterinário além do horário da clínica/hospital. Se tiver alguma urgência, o veterinário está disponível ou disponibiliza meios de se substituir. Se o seu animal estiver hospitalizado, pode contactá-lo para obter informações.


Equipamentos / serviços médicos.
Uma boa clínica não tem de estar apetrechada de mil e um equipamentos, tem de garantir que os seus utentes têm os melhores serviços e equipamentos dentro das instalações ou fora. Se procura um médico veterinário especialista em determinada área, aí deve garantir que existem os equipamentos e serviços adequados no mesmo local. Uma clínica só perde para um hospital em especificidade e tamanho.


Livre trânsito na clínica/hospital
Peça para fazer uma visita às instalações da clínica/hospital. Um bom profissional via ter orgulho em mostrar as suas instalações e explicar-lhe como funcionam. Verifique as condições técnicas, as de higiene e converse muito com o veterinário para o conhecer melhor, bem como toda a equipa integrante.


Interacção
Observe como o veterinário interage com os animais na clínica. Será que os trata calmamente? 
Ao optar por um veterinário, tente que o primeiro encontro seja feito num ambiente casual e amigável, para que você consiga ver a energia do seu cão e se se sente confortável com o veterinário. 


Veterinário e assistentes de veterinária
Será que estão bem informados e sensibilizados para a causa animal? Ter a confiança num profissional é sempre o melhor caminho. Poderão existir momentos em que será necessária a presença de mais do que um profissional, como, por exemplo, no caso de indicações de casos clínicos para especialistas, mas os bons e éticos profissionais somente atenderão ao quadro e depois retornarão os clientes aos seus respectivos colegas de origem.
Além de uma boa capacidade técnica deve procurar algumas características, que o diferencie dos demais, e que você, dono de um animal, pode usar como, por exemplo, a simpatia, empatia, cordialidade, paciência, predisposição para ouvir o cliente, tranquilidade e comprometimento.
Conversar com os clientes e pedir informações sobre o profissional é importante, mas a confiança e a relação pessoal construída a partir da sinceridade entre as partes, através do respeito e da troca de responsabilidades para obter o bem-estar do animal e da sua família, serão um grande diferencial!

Em todas as considerações aplique o princípio dos 4 olhos. Leve alguém consigo, alguém imparcial que possa alertá-lo para pequenos detalhes.