Top Social

"Não existem cães maus, apenas maus donos!"

28.1.12
"Não existem cães maus, apenas maus donos!" Já ouvi esta expressão por diversas vezes. Existe uma tendência nata tanto para minorar a culpa dos donos face às atitudes dos seus cães, como para minorar a culpa dos cães perante uma situação não muito agradável.

O que a, pouca, experiência me diz é que não devemos facilitar ou desculpar com o "É só hoje!", porque, afinal de contas, são as rotinas que educam o nosso animal, e se lhe abrirmos excepção hoje, amanhã ele sentir-se-à desorientado.

Não quer o seu cão no sofá?
Não quer que ele suba para a cama?
Não quer que ele pedinche comida quando  está a comer?
Não quer que ele entre no WC?

Então, trate logo de lhe dizer NÃO à primeira tentativa.
A amizade com o seu cão deve ser cultivada desde o primeiro dia, de forma a que haja aproximação do dono e do animal. Não lhe bata, não lhe grite. O seu cão tem a mesma imagem de si, como um bebé a olhar para si, por isso olhe-o nos olhos fale com voz firme os comandos que você quer que ele respeite (estudo publicado na Current Biology).

Eduque-o, não o faça mostrar o que de pior há nele. Se criar nele a sensação de desconforto, ele não só o obedecerá para terminar a tarefa, que lhe pediu, em menor tempo; como se estiver confortável não a fará em tantas vezes quantas seria de esperar.O objectivo é ele mostrar a sua personalidade e moldar-se às regras da "matilha".

Se acha que o seu cão está demasiado desobediente pelas excepções que lhe deu (Your fault! Shame on you!) , ou até mesmo pelo temperamento do animal,e sente-se incapaz de conseguir lidar com essa situação, por favor consulte alguém que realmente entenda do assunto e o ajude a re-educar o pequeno monstrinho que criou. Jamais o abandone. Lembre-se que é preciso ter muito amor e muita paciência com o nosso amigo de 4 patas.
Reconheça algumas das atitudes na imagem.

Fonte: http://www.dogdogs.net/