Top Social

Acupuntura Veterinária

1.8.12
Saúde| Esta é a semana das técnicas veterinárias já usadas com frequência nos animais e com grande nível de eficácia. Hoje falaremos da Acupuntura Veterinária: O que é a Acupuntura Veterinária?, Quem pode aplicar a acupuntura em animais?, A acupuntura é dolorosa para o animal?, Para que serve a acupuntura veterinária?, Quais as doenças mais comuns tratadas pela acupuntura?

O que é a Acupuntura Veterinária?
A Acupuntura Veterinária é uma técnica milenar de origem chinesa, mas que também era aplicada pelos indianos (hindus) e egípcios. Foram os chineses que tornaram a acupuntura um sistema médico bem organizado e estruturado.
Esta técnica consiste na aplicação de finíssimas agulhas próprias de acupuntura, as quais são estéreis e descartáveis, na pele dos animais, podendo ser inseridas superficialmente ou até mesmos alguns centímetros, penetrando a pele e músculos, por exemplo, causando estímulos no corpo do animal, os quais levarão a uma resposta do organismo, ocasionando a cura de certas doenças, ou ao menos o controlo da mesma, determinando um quadro de bem-estar físico e emocional/psíquico ao animal.Alguns acupunturistas preferem fazer uso de agulhas hipodérmica - no caso de tratamento de cavalo e bovino- ao invés de agulhas de acupuntura. Mas há diversas outras técnicas que não utilizam a agulha, sendo chamadas de por isso de “acupuntura sem agulhas”, portanto são métodos de tratamento que não causam dor nenhuma no animal ou ser humano. Tais técnicas são muito utilizadas em humanos, principalmente em crianças e bebés.

Quem pode aplicar a acupuntura em animais? 
Somente um médico veterinário devidamente qualificado na área de Acupuntura Veterinária poderá utilizar as técnicas da Medicina Veterinária Tradicional Chinesa (MVTC), como a Acupuntura, Fitoterapia, Massagens, Moxabustão e outras mais, com a devida qualidade e confiabilidade que o seu animal tanto merece. É ele o profissional que estudou devidamente a anatomia, fisiologia e clínica médica, além de diversas outras disciplinas, a fim de que se possa utilizar ambos os conhecimentos, tanto de medicina ocidental (alopática) quanto da oriental e outras mais denominadas complementares.
Um bom atendimento começa com um bom diagnóstico, tanto ocidental quanto oriental. Todo aquele que se prontificar a realizar o tratamento pela Medicina Tradicional Chinesa (MTC) sem conhecer o verdadeiro diagnóstico que está por detrás do distúrbio apresentado pelo animal certamente estará correndo sérios riscos de mascarar apenas os sintomas, levando o quadro clínico a se agravar, podendo mesmo levar a outras complicações, as quais podem até mesmo determinar a sua morte.
Sendo assim, é fundamental que se procure um Médico Veterinário, o qual faça o diagnóstico da doença que acomete seu animal e, se se trata de uma doença passível de ser curada pela Acupuntura e MTC como um todo (como mediante uso de ervas chinesas – fitoterapia chinesa) ou ao menos abrandada/controlada por ambas, daí sim encaminhar o seu animalzinho a um Acupunturista devidamente habilitado, experiente e capacitado.

A acupuntura é dolorosa para o animal?
Como podem ver à direita, o nosso amiguinho, um cão idoso da raça Cocker Spaniel, apesar de ser considerado um cão bravo, acabou por aceitar não apenas a aplicação das finíssimas agulhas de acupuntura, mas também a estimulação elétrica destas agulhas na técnica chamada Eletroacupuntura, muito utilizada no tratamento de diversas causas da dor, como por exemplo, de uma dor no pescoço (cervicalgia) decorrente de doença óssea cervical. E este nosso amiguinho não apenas deixou fazer a Eletroacupuntura (EAP), como também acabou por adormecer e relaxar, tendo em vista que a cervicalgia dele diminuiu bastante mediante a EAP, além de que alguns dos efeitos da acupuntura bem feita são: relaxamento e sonolência desencadeada pela liberação de certas substâncias neuroquímicas que o organismo produz mediante os estímulos da acupuntura, como as endorfinas e serotoninas.

Para que serve a acupuntura veterinária?
Esta técnica milenar de tratamento vem, atualmente, crescendo e muito, tanto na medicina humana quanto veterinária. Ela é extremamente indicada em determinadas doenças (como distúrbios músculo-esqueléticos, neurológico, digestórios e outros), sendo considerada como o tratamento de escolha, ou seja, o mais indicado para tais doenças. E para outras doenças, ela é extremamente indicada como tratamento coadjuvante (como em casos de problemas de pele, do sistema imunológico e endócrino, e outros), na chamada medicina complementar, mais corretamente falando, medicina integrativa, faz parte do chamado tratamento integral, em que a medicina alopática (que faz uso de drogas e fármacos comercializados pelas farmácias e drogarias, além das cirurgias) é utilizada em conjunto com a acupuntura veterinária, além de outras técnicas de reconhecida eficácia como a fitoterapia, massagens, fisioterapia, homeopatia e outras técnicas mais.

Quais as doenças mais comuns tratadas pela acupuntura?
As doenças que mais levam a Acupuntura Veterinária a ser conhecida como excelente forma de tratamento são as chamadas discopatias- doenças que afetam a coluna (cervical, toracolombar, lombar, lombossacra) e que normalmente levam ao quadro clínico de paralisia/paresia. Animais que ficam portanto paraplégicos ou até mesmo tetraplégicos, como no caso a seguir. 
Mas há diversas outras doenças que a acupuntura trata com grande sucesso também, seja apenas mediante o uso das agulhas de acupuntura, isoladamente, ou em conjunto com a fitoterapia e a moxabustão, ou ainda, integrada à medicina alopática (mediante uso de drogas/fármacos e cirurgias).
Em cães, os sistemas que mais se beneficiam com o uso da acupuntura são,sem dúvida nenhuma, o osteomuscular/musculoesquelético, neurológico, dermatológico, imunológico, endócrino, digestivo, cardiovascular e respiratório.  Os distúrbios neurológicos acabam por ganhar maior destaque, tendo em vista que as paralisias de membros pélvicos, que tanto atinge os cães, principalmente os da raça Dachshund, apelidados de “salsicha”, são na sua grande maioria curadas mediante o uso da acupuntura associada à fitoterapia e alteração de manejo do animal enfermo e ambiente em que ele vive.

A AcupMedVet avisa que "A Acupuntura é uma terapia médica muito segura, sempre que realizada por um Médico Veterinário qualificado. Não produz efeitos colaterais pois não implica a introdução no organismo de nenhuma substância química, actuando sobre a própria energia dos animais. Não existe a possibilidade de transmissão de infecções porque são utilizadas agulhas esterilizadas e descartáveis. É um método terapêutico curativo, mas também paliativo e preventivo (profilaxia), uma vez que reforça a condição do organismo e promove a saúde. Existem algumas patologias que respondem melhor e com maior rapidez quando tratadas com a ajuda de Acupuntura, e é um método menos agressivo para o animal, não provoca efeitos secundários não-desejáveis e pode representar um custo económico menor para os donos.Sendo que uma doença é o resultado de um desequilíbrio energético do corpo, a Acupuntura Veterinária equilibra a energia vital dos animais, facilita a dispersão de possíveis factores patógenos e ajuda o corpo a atingir a auto-curação."

Dr Rui Pedro Mota Elias
Telemóvel: 919628432