Top Social

Ensine o seu cão a nadar

21.6.13
Patas&Focinhos Fotografia
Uma das melhores coisas a fazer no Verão é podermos ir até à piscina, é melhor ainda quando podemos levar um cãopanheiro. Já que o acesso à praia está condicionado, se tiver acesso a uma piscina pode ser o incentivo que lhe faltava para ensinar o seu cão a nadar. Com as férias a chegar, ensinar o Zurich a nadar vai ser muito especial. Se vai incentivar o seu cão a entrar na água e ensiná-lo a nadar, tenham em atenção alguns pontos, especialmente se é a primeira vez.

Segurança em primeiro lugar
Só porque você tem um cão, isso não significa que ele vai ser um nadador natural. Na verdade, algumas raças - o bulldog, por exemplo - não conseguem flutuar e vão ao fundo, se as lançar à água sem colete salva-vidas. 
Muito barulho e actividade podem ser uma distração. Comece numa área tranquila do lago, rio ou piscina, e mantenha o seu cão na trela. Para o caso de ocorrer alguma eventualidade, a trela pode ser uma óptima aliada para uma rápida intervenção. A trela não deve sair até que o seu cão seja capaz de nadar sozinho e responda à chamada.
Nunca (Nunca!!) deixe um cão sozinho na água, nem mesmo por um minuto. E por favor, não atire o seu cão à água para o seu primeiro mergulho. Isso só vai assustá-la a ponto de nunca mais querer nadar novamente.

Comece devagar
Ao ensinar o seu cão a nadar, comece numa área pouco profunda para que possa andar ao lado do seu cão. Coloque o colete salva-vidas, a trela e caminhe lentamente em direcção à água, deixo-o acostumar-se a ter os pés molhados.
Se o seu cão se mostra relutante, experimente trazer o seu brinquedo preferido ou um biscoito para o incentivar a caminhar em direcção à água. Quando ele entrar na água, elogie-o. Aos poucos vá aumentando a profundidade da água até o seu cão começar a nada para se manter à tona. Neste ponto, você pode colocar um braço debaixo da barriga do seu cão, se ele precisar de um apoio extra.
Isto pode ser um incentivo para começar a nadar, também, com as patas traseiras. Continue a apoiá-lo até que pareça confortável e use os quatro membros para nadar. Se nalgum momento o cão entrar em pânico, volte para a zona menos profunda e deixe-o acalmar antes de tentar novamente.

Você não quer que o seu cão a usar apenas as pernas dianteiras para nadar, como ela vai cansar mais rapidamente e mergulhar. Continue apoiando-a até que ela parece confortável na água e está usando todos os quatro membros para nadar. Se em algum momento ela parece estar em pânico, volta-se para a água rasa e deixá-la se acalmar antes de tentar novamente.

Pós-aula
Quando a aula terminar, está na hora de tirar o seu cão da água. Com tempo mostre-lhe a forma correcta e segura de sair da piscina, para que, numa próxima vez, ele saiba encontrar o seu próprio caminho. Um bom duche de água doce irá ajudar a livrar-se de quaisquer resíduos químicos. Finalmente, hora de lhe dar muitos elogios, mimos e quem sabe um biscoito extra. Isto vai ajudar o seu cão a associar diversão à experiência de natação.

Se tem uma piscina de fácil acesso em casa, sem qualquer tipo de protecção, considere ensinar o seu cão a nadar tão cedo quanto possível e a agir em prol da sua própria vida caso de caia à água.

Gostou deste artigo? Então siga-nos na nossa página de facebook ou subscreva a nossa newsletter para ser o primeiro a receber o artigo do dia.