Top Social

Maratona do Cão do Continente: fui e sobrevivi!

16.9.13
Quando o despertador tocou às sete e tal da manhã, ainda o tentei fintar. Fingi que ainda dormia quando o Lucas e o Zurich me invadiram o quarto. Pareciam que sabiam onde iam - Maratona do Cão do Continente! Chegamos bem cedo para arranjar lugar de estacionamento, isto de ter três cães e três pessoas, não é a melhor logística.

Cerca de 2000 cães presentes, de todas as idades e tamanhos, pessoas a empurrar carrinhos de bebé, outras apenas para viverem a experiência, um ambiente mesmo muito giro.  O Continente está de Parabéns por conseguir mover tanta gente e, claro, por valorizar o ambiente, promover hábitos saudáveis, e a partilha de momentos recreativos com os amigos de quatro patas.

Nós aventuramo-nos na caminhada de 2Km, coisa pouca, portanto. No final da manhã, tínhamos um cão preguiçoso ao colo já de rastos e a pedir uma bela sesta. Tanto o Lucas como o Tico{cão da família} ainda estavam para as curvas.

Várias foram as marcas convidadas pelo Continente para marcarem presença junto de donos e cães através de fotografias criativas, retratos do nosso melhor amigo, dança com a Popota para as crianças, passatempos, lounge para que cães e donos pudessem reabastecer energias e hidratar.  Em cada um dos stands das marcas convidadas pelo Continente, haviam actividades, amostras, vales e mil e uma ofertas. Sem falar, no fantástico programa de workshops e demonstrações no evento levado a cabo pelo Continente. 

Foi transmitido em directo o programa televisivo “Não há Bela sem João” levando a um recinto bastante preenchido. Sem falar nas figuras públicas que por lá circulavam com as suas mascotes. 

Enfim. Para a próxima lá estaremos outra vez. Gostei muito da tarde passada no Parque da Cidade do Porto na companhia do Continente. De facto, quando se salta da cama pela fresquinha, ainda por cima para fazer desporto, o dia corre muito melhor. Um obrigada ao Continente por promover durante todo o dia diversas actividades e workshops pensados para proporcionar aos donos e seus fiéis companheiros um dia memorável.