Top Social

9 coisas ridículas que eu faço pelos meus cães

30.9.13
Patas&Focinhos Fotografia
Se é mãe, ou pai, de cão, ama os seus patuscos e faz qualquer coisa para ver uma cauda a abanar, então isto é para si. No outro dia, eu estava a correr com os patuscos pela casa, numa das muitas brincadeiras, quando me lembrei de um incidente em particular e nasceu este post:

9 coisas ridículas que eu faço pelos meus cães

1. Parar o xixi com a minha mão. Sim, leu correctamente. A memória que inspirou este post foi uma manhã quando eu estava, calmamente, a tentar pegar nos cães para irem fazer o primeiro xixi à rua. Estava quase pronta para sair de casa, quando ouço o som do xixi a cair no chão, olhei e lá estava o Lucas muito concentrado. Sem pensar sequer, coloquei a minha mão junto à pilinha dele para o parar até chegarmos à rua. Funcionou e eu fui lavar as mãos.

2. Cheirar-lhes o rabo. Que cheiro é este? Será que deram um pum? Estas perguntas têm sido precedidas por um teste de sopro em cada cão para descobrir quem cheira...o que me leva a #3 

3. Espremo-lhes as glândulas anais. Sim, eu aprendi a arte de espremer as glândulas anais e o olhar que eles me lançam quando eu faço isso é hilariante. "O que estás a fazer aí?" Já me tentaram morder, já me tentaram desafiar para brincar, já tentaram escapar às espremidelas. Hoje, não estão nem aí. O que tem de ser tem muita força, por isso faz lá isso rapidinho, sim?

4. Adormeço numa posição desconfortável. Tenho acordado com os músculos contraídos e doridos, porque os dois acabam por adormecer em cima de mim e eu tenho medo de os acordar. Sim, eu sei que eles vivem no momento e se reajustam, mas eu não quero ser má ao estragar-lhes o soninho. 

5. Levo-os à loja de animais. O Lucas e o Zurich adoram ir à Patuscos no Banho. O Lucas gosta de cheirar tudo e tentar marcar território. O Zurich adora aproveitar a adoração que todos os seres humanos nutrem por ele e não param de lhe dizer o quão lindo ele é. Se acontecer de nos cruzarmos na Patuscos no Banho, irá ver o mimo que estes dois têm.

6. Fazer zerberts nas barriguinhas. Você não sabe o que é um "zerbert? É quando coloca a boca no ventre e faz aquele barulho, sabe o que quero dizer agora? Os cães acham é divertido. Os meus, pelo menos. 

7. Pesquiso novos lugares para os passear. Adoro vê-los a descobrir um novo sítio. Um dos meus lugares favoritos para levar os nossos cães é o Parque da Cidade do Porto. Este verão, fizemos muitas caminhadas matinais.

8. Alimento-os da minha mão. Comecei a fazer isso com o Lucas desde que chegou cá a casa. Com os mil e um problemas que teve quando cá chegou, a única forma de ele se alimentar era desta forma. Sentava-o no colo e pipeta a pipeta, ele ia comendo. Acho que muita da nossa ligação se deve a gestos como este. Hoje já se alimenta sozinho (por imitação ao Zurich). 

9. Escrevo um blog sobre cães. Esta tem sido uma grande oportunidade para mim para saber mais sobre os assuntos caninos. Por causa do trabalho que tenho feito aqui n' O Mundo do Lucas, apreendi muitas coisas e apliquei na nossa vida diária: seguro de saúde animal, ração adequada às necessidades dos pequenos, cuidados de higiene e estética.

E, vocês? Contem lá as coisas que faz pelos seus patinhas!