Top Social

Botas para cães: estética ou prevenção?

6.11.12

Cães| Quando chega este tempo mais frio, adoro ter os pés bem quentinhos. Quem não gosta? As Ugg têm sido as minhas melhores amigas e vão comigo para todo o lado. Há de todas as cores e para todos os gostos. E, se lhe disser que esta pequena preciosidade já existe para os nossos pets? Não são da famosa Ugg, mas sim da Pugz.

Para quê calçar o meu cão?
O calçado evita que haja feridas e doenças, tal como acontece nos pés dos humanos. O mercado do sapato/bota para cão já existem em todos os tamanhos e feitios e adaptados às diferentes actividades. Por exemplo, na África do Sul, a polícia já equipa os seus cães com botas específicas para que em operações de salvamento, os seus animais não fiquem feridos por vidros partidos ou outras partículas. Existem modelos para proteger as patas em actividades desportivas, seja caminhada, seja corrida. 

Mas pode ficar sempre calçado?
Não convém que o cão fique muito tempo calçado. Afinal, você não anda o tempo todo calçado, não é? Depois da língua, é pelos pés que os cães mais suam, por isso há que ter cautela e evitar que haja lugar a formação de maus cheiros e doenças associadas. Para que as botas tenham realmente efeito preventivo, há que mantê-las longe da boca do patudo.

Posso lavar o calçado do meu cão?
Há que respeitar as instruções dadas pelo fabricante, para que o produto mantenha todas as condições iniciais. O essencial é lavar com água e sabão, deixar secar ao sol durante quatro horas. Em seguida, deve guardar num lugar arejado para evitar formação de fungos.

Como escolher o calçado ideal para o meu cão?
Deve-se adquirir calçado no tamanho adequado e ser cuidadoso na colocação. Deve ser arejado, leve e moldar-se à forma das patas. Deve ter uma sola resistente ao atrito com o chão, isolada do calor, que evite derrapagem e resista a objectos perfurantes. Certifique-se de que as costuras são resistentes e de que adquire um modelo adequado à temperatura onde vive.