Top Social

Sabe reconhecer quando o seu animal necessita de tratamento urgente?

7.11.12
Patas&Focinhos Fotografia
Saúde| Quando o Lucas, ou o Zurick, apresenta qualquer sintoma (muitas vezes até nem é nada) eu fico incomodada com o facto até consultar o médico veterinário dos pequenos. Temo pelo dia em que ele não atenda o telemóvel. Quem nunca considerou uma situação como emergente e afinal de emergente nada tinha? Quem nunca ousou panicar por um mero espirro? Existem situações que não são consideradas emergências, mas é necessário levar o animal o quanto antes para ser examinado junto de um médico veterinário.

Diarreia líquida em grande quantidade, várias vezes ao dia: a desidratação do animal é rápida, é necessário tratamento visto ser um sinal de infecção intestinal por vírus ou bactéria.

Inchaço nas orelhas: denomina-se por otohernatoma e em linguagem mais simples, as orelhas inchadas e doloridas do seu cão ou gato podem indiciar um rompimento de vasos sanguíneos sob a pele. É necessário puncionar e tratar.

Fome e ingestão de água exagerados: animais com diabetes apresentam esses sintomas. Tratamento com cortisona também é outra das causas, contudo os efeitos cessam assim que a terapia termina.

Escassez ou excesso de urina: se notar que o animal passa mais de 24 horas sem urinar, ou começar a urinar exageradamente, é provável que exista um problema inerente.

Corrimentos vaginais: nos 30 dias subsequentes ao término do cio, a cadela pode ter ou não corrimento vaginal espesso. Contudo, se a par do corrimento, a menina não comer, vomitar, apresentar febre e beber muita água é necessário observação veterinária. Estes sinais podem indiciar infecção uterina grave - piómetra - e acontece tanto em cadelas como em gatas.

Tosse que se assemelha a um engasgo: se a situação se verifica sempre depois de exercício físico ou momentos de entusiasmo, deve-se ter em conta a frequência cardíaca.

Abdómen muito dilatado: se o animal apareceu com o abdómen inchado, tenha atenção porque pode ser uma torção no estômago. É algo frequente nos cães de raça grande e o animal necessita de tratamento veterinário o mais rápido possível.

Corrimento ocular e nasal: se ambos os sinais estiverem presentes, suspeite de uma passível cinomose. Nos gatos, pode ser o vírus da rinotraqueíte.

Deve estar sempre atento a qualquer sinal, estes ou outros, que possa aparecer nos seus animais. Quando se diagnostica e trata qualquer doença em fase inicial, a recuperação tem maior probabilidade de ser bem sucedida.