Top Social

O Sítio do Mocho em entrevista

1.11.12
Entrevista| Recentemente tive conhecimento d' O Sítio do Mocho, andei por lá a ver o portfólio da querida Ana Zambujinho e confesso que fiquei rendida. Tão rendida que encomendei uma pregadeira com a imagem do Lucas e entrevistei a Ana. Espero que gostem tanto do trabalho da Ana como eu gostei.

Pregadeira do Lucas
Feita por O Sítio do Mocho
[O Mundo do Lucas (OML)]: Uma descrição dos trabalhos pela autora Ana.
São trabalhos inspirados na natureza, nas aves e noutros animais. Algumas peças são pedidos personalizados dos animais de estimação dos clientes. Por serem realizadas manualmente e algumas pedidos especiais, cada uma das peças é única. 

[OML] Quem é a escultora por trás d' O Sítio do Mocho ?
Sou a Ana, nasci em Setúbal, onde resido actualmente. Sempre tive um grande fascínio pela escultura, daí ir para a Faculdade de Belas Artes de Lisboa, tirar a licenciatura em escultura. Durante o curso tive um maior contacto com a cerâmica e "apaixonei-me" por esta arte da modelação. Desde então, comecei a criar peças em cerâmica e só mais recentemente, com o inicio do projecto O Sítio do Mocho, comecei a fazer também acessórios e outras peças de uso diário em massa de modelar. 

[OML] De onde surgiu o nome do seu projecto? 
O nome surgiu com um pedido lançado por uma amiga. Ela queria que eu lhe fizesse duas pregadeiras com a forma de mocho. Quando as terminei coloquei a foto no meu perfil do facebook, muitas pessoas gostaram e começaram a surgir muitas encomendas de pregadeiras mocho. Criei então uma página no facebook só para os meus trabalhos e teria de encontrar um nome para ela. E como tudo começou com um mocho, achei que seria engraçado coloca-lo no nome do projeto "O Sítio do Mocho".

[OML]Onde vai buscar inspiração para os seus trabalhos?
A inspiração vem da natureza, dos animais. São temas que sempre me fascinaram e pelos quais tenho um grande carinho e respeito. 

[OML] O que a motiva no seu projecto? Quais as maiores dificuldades que tem encontrado?
A motivação, em primeiro, é o gosto que tenho em fazer este tipo de trabalho. Segundo, é ver nos outros o que as peças feitas por mim lhes transmitem. Essa é a minha maior recompensa.
As maiores dificuldades são a divulgação do meu trabalho, apesar da internet ser uma mais valia nesse campo.

[OML] Se tivesse que destacar três dos seus melhores trabalhos, quais seriam?
Não os vou considerar como melhores trabalhos, mas sim aqueles que me dão mais gozo fazer. Elas são as árvores da colecção "O Bosque", os pássaros da colecção "Whitebirds" e as pregadeiras ou imanes em forma de animais.

[OML] Teve algum pedido muito especial que a marcasse?
Penso que todos os pedidos especiais que me fazem são importantes e têm por detrás uma história, um amor, uma ligação forte entre dois seres diferentes, mas que se entendem na perfeição. 

[OML] A Ana vende pregadeiras, anéis, colares, ímanes com temas como flores, pássaros e cães. Como surgiu a personalização de pregadeiras com os patudos dos clientes?
A personalização de pregadeiras e ímanes surgiu através de um pedido de uma cliente. Ela deixou-me o desafio de recriar dois cãezinhos, um dela e o outro de uma amiga, em íman. Achei uma óptima ideia, algo que nunca tinha pensado fazer. Agora são os pedidos de encomenda que mais recebo.

[OML] Tem futuros projectos que envolvam caninos para lançar?
Por agora, penso continuar a fazer as personalizações das pregadeiras e imanes. Eventualmente estarei aberta a novos desafios e projetos que possam surgir. Mas em concreto não tenho nada previsto.