Top Social

Influência da Música na vida canina

22.11.12

Cães| Quantas vezes não entramos num hospital veterinário e os animais se mostram tensos, agitados, stressados e até mesmo agressivos? Têm sido vários os projectos de pesquisa sobre como diminuir estas mudanças comportamentais. Todos eles apontam num único sentido - a música favorece a diminuição da agressividade, tremores, inquietação e alterações fisiológicas bem como diminui a frequência cardíaca e respiratória, pressão arterial e temperatura sempre que os cães são submetidos a ela (música).

Num estudo realizado em 1985, por Benezon, "as sensações e emoções que chegam ao tálamo e permanecem num plano não-consciente podem, mediante um ritmo musical, condicionar uma resposta inconsciente automática. No entanto, apenas a nível cortical é possível apreciar conscientemente uma música. Por isso, ele afirma que o ritmo e talvez a melodia são atributos do homem e dos animais, pois ambos se desenvolvem a nível subcortical".

Num estudo concluído em 2007, por Sekeff, deduz que a pretensa música descritiva é aconceitual. “A luz da ciência contemporânea a música é considerada uma força capaz de exercer ação psicofisológica favorecendo desse modo o indivíduo [...] Ela age através do ritmo, melodia, harmonia e timbre”.

Num estudo de 2004, efectuado pelo cientista Woodford, este criou um CD "Canine Lulabies" que tinha no seu conteúdo canções e sons de batimentos cardíacos, os quais foram utilizados anteriormente por enfermeiras numa Unidade de Cuidados Intensivos Cardíacos com bebés e crianças. O resultado foi positivo, pois, ambos paravam de chorar e logo adormeciam ao som das canções. Posteriormente, o mesmo objecto foi utilizado em 90 canis, gerando resultados positivos em que as músicas reduziram a ansiedade de separação, diarreia, agressividade e latidos excessivos. Woodford explicou os resultados com base na matemática: "A simplicidade matemática dos compassos, arranjos, previsibilidade, ritmo consistente, volume consistente e as vozes dos cantores e do familiar som de batimento cardíaco, presentes em suas músicas, são os elementos que acalmam crianças e cães.a mesma base de princípios matemáticos usados em suas músicas está presente em relaxamentos e técnicas de treinamento e, que tais princípios ajudam cães e bebês a se comportarem e a relaxarem".

O projecto mais recente visa usar três faixas do CD já referido (London Bridge, Rock a Bye Baby e Lullabie and Good Night, tendo duração total de 9 minutos e 8 segundos) para diminuir o stress e todas as alterações implícitas nos procedimentos pré-operatórios odontológicos. O resultado foi mais uma vez positivo confirmando as teses já desenvolvidas anteriormente.

O CD "Canine Lullabies" está disponível para venda e, pelo menos, nos EUA já é utilizado em clínicas, hospitais e canis. Se quiserem adquirir podem consultar a página: Canine Lullabies.