Top Social

Torção gástrica: como prevenir

5.3.13
Patas&Focinhos Fotografia
Saúde| A maioria dos que viram o filme Marley & Eu, ficaram a saber o que é uma torção gástrica e de todas as consequências possíveis. A torção gástrica afecta em especial cães de raças de grande porte e que possuem caixa torácica profunda. Os cães de pequeno porte também podem sofrer torções gástricas, apesar de ser uma raridade. Ainda não é conhecida a causa primária, mas são vários os estudos que tentam definir a sua origem.

Afinal, o que é a torção gástrica?
Quando se produz uma dilatação aguda do estômago, provocada por água, alimentos ou gases, pode ocorrer uma torção do estômago. esta torção interfere com outros órgãos como, por exemplo, o coração e os pulmões, por pressão ou estrangulamento do fluxo sanguíneo, e também facilita o acesso de produtos metabólicos nocivos à corrente sanguínea. como consequência, produz-se um choque e a falência de todos os órgãos. Sem uma rápida estabilização da circulação sanguínea e uma operação, o cão morre. Os primeiros sintomas são tentativas de vomitar, queixumes e falta de serenidade.
Torção Gástrica
Hospital Veterinário Principal
Como evitar que o meu dobermann tenha uma torção gástrica?
Os cães grandes e magros com uma caixa torácica profunda e estreita correm mais o risco de ter uma torção gástrica. Infelizmente, o seu cão encontra-se neste grupo de risco. As dez raças mais susceptíveis  à torção gástrica são Dogue Alemão, São Bernardo, Weimaraner, Setter Irlandês, Gordon Setter, Poodle Standard, Basset Hound, Dobermann, Old English Sheepdog e Braco Alemão de Pêlo Curto. Pode prevenir a torção gástrica dando-lhe a alimentação em várias porções ao longo do dia. Procure também que o animal não coma com muita ansiedade. Os cães nervosos e assustadiços sofrem torção gástrica mais frequentemente que os cães tranquilos. Se o seu dobermann for um cão nervoso, será bom trabalhar o seu comportamento para que ele ganhe mais segurança e se descontraia. depois da refeição, recomenda-se um pausa de 2-3 horas. Existem, ainda, uns comedouros que possuem uns obstáculos para que o cão coma mais lentamente.
Em qualquer do caso, não tente auxiliar o seu animal sem qualquer ajuda. Contacte o seu veterinário para que o problema seja resolvido no menor tempo possível e com ajuda profissional.

Gostou deste artigo? Então siga-nos na nossa página de facebook ou subscreva a nossa newsletter para ser o primeiro a receber o artigo do dia.