Top Social

8 formas de poupar com o seu 4 patas

14.5.13
Patas&Focinhos Fotografia
Cão| Ter um animal de estimação pode trazer grandes alegrias, risos e conforto para todos os lados. Infelizmente, ele também pode significar gastos adicionais, mesmo inesperados, na actual economia. De acordo com a LPDA, mais de 10 mil são abandonados devido à crise económica. Apesar de cuidar de um animal de estimação ser uma despesa, ele não tem que ser necessariamente a fatia mais generosa do seu orçamento.

Aqui estão oito formas de manter os custos baixos com o seu membro da família de quatro patas:
1. Reduzir as despesas iniciais

Adoptar um cão. Ao adoptar um cão estará a economizar um pagamento chorudo a um criador. Estará, na maioria dos casos, a trazer para sua casa, de forma gratuita ou por uma módica quantia, um animal totalmente vacinado, com microchip e esterilizado.

Quer treinar o seu cão e acha que não consegue dispender a quantia necessária para tal? Saiba que existem alguns bons livros que o podem ajudar, como o Raising Your Dog with The Monks of New Skete ou Antes e Depois de ter o seu Cachorro de Ian Dubar.

Os treinadores cada vez mais são dotados de um sentido de responsabilidade incomparável. Na página de muitas escolas já existem textos escritos que visam facilitar a vida dos donos. Experimente passar na página da Patuscos no Banho e na da It's all about dogs.

2. Melhor comida = menos tempo no veterinário

É uma correlação padronizada que funciona para humanos e para os seus animais de estimação. Quanto mais saudável for a sua dieta, mais forte será o corpo. Isto não significa gastar mais, significa perder mais tempo a ler os rótulos.
Procure carne em vez de farinhas e evite alergéneos conhecidos- como o milho. Geralmente, alimentos de maior qualidade recomendam porções menores. Observe bem as quantidades adequadas não vá estar a reservar um lugar para o seu patudo no The  Biggest Loser Animal Edition.

3. Banho em casa

Se nós levarmos os nossos cães à petshop de cada vez que precisam de um banho, gastaríamos pelos dois 30€euros. Se consegue lavar, em condições, o seu animal em casa, porquê dispender esse montante? 
Se opta por um banho em casa, certifique-se que tem um bom champô para o seu animal. Considere a hipótese de comprar um champô de qualidade groomer.

Tenha uma boa escova e, possivelmente, algumas tesouras. Tenha sempre à mão um tira nós. Na hora de cortar as unhas, apenas corte se souber mesmo o que está a fazer. Não se habilite a magoar o patudo. 

4. Crie uma rede de cuidados pet

Deixar o seu cão ou gato, num hotel, facilmente dispende 20 a 50€ por noite, dependendo de uma série de condicionantes. Se vocês criar uma rede de amigos com animais de estimação, vocês poderá deixar o seu animal na casa de amigos e com pessoas de confiança. Por exemplo, o nosso amigo A vai passar o fim-de-semana fora, o seu cão pode vir passar umas férias a nossa casa. Em troco, ele ficará com os nossos animais quando nós estivermos fora. 
Se o animal estiver familiarizado com as pessoas e o ambiente, a probabilidade de ficar doente diminui.

5. Faça os seus próprios brinquedos
Os brinquedos são para sua diversão  e do quatro patas. Infelizmente, eles podem ser caros e facilmente desmembrados, perdidos ou rasgados. Uma forma de evitar despesas com brinquedos é fazer os seus próprios brinquedos. Para o seu gato, pode colocar um pouco de erva de gato numa meia velha. Para o seu cão, se tiver um tshirt velha ou uma série de retalhos, faça uma trança com os retalhos e dará um belo brinquedo lavável para o seu patudo.

6. Procure campanhas de sensibilização em vez de consultório veterinário para as vacinações anuais
Existem várias campanhas de sensibilização para a raiva promovidas por associações ligadas aos animais ou pelos municípios. A administração da vacina pode ser gratuita ou por quantias monetárias simbólicas. Terá um profissional veterinário a prestar todos os cuidados como manda o protocolo.

7. Anti-parasitários são caros, mas têm mesmo de ser
Faça alguma pesquisa on-line. Consulte todos os sites de venda de produtos para animais, verificará que encontrará o mesmo produto mais barato que nas petshop físicas ou farmácias.

8. Definir um limite sobre os principais cuidados

Tanto quanto nós gostaríamos de dizer  apenas vamos gastar o que for necessário. Esta afirmação não corresponde de todo a uma realidade. Existem sempre situações inesperadas. Uma cirurgia mais cara com recuperação longa e difícil. Estaria preparado para isso? Se estiver desempregado conseguirá tratar da saúde do seu animal? Prepare-se e evite ter de abdicar de cuidados veterinários por não ter como liquidar a dívida posterior. Gradualmente, vá separando uma quantia mensal e saberá que quando for necessário tem aquele dinheiro ali mesmo à mão. 

A subscrição de um seguro de saúde pode ajudar reduzir custos a nível do veterinário e da alimentação. Fazer escolhas inteligentes na hora de escolher os cuidados do seu animal pode permitir que o seu animal de estimação viva uma vida longa e feliz, consigo.