Top Social

Antes de ser uma mãe de cão...

9.5.13
Patas&Focinhos Fotografia

Eu fazia o almoço e comia-o quente.
As minhas coisas eram apenas minhas e estavam imaculadas.
Eu podia ter conversas calmas pelo telefone,
mesmo quando a campainha tocava.

Eu dormia quantas horas queria,
Sem ter de me preocupar se a cama estaria livre para mim
ou se estava ocupada por seres peludos.
Nunca me preocupava se um ser dependente de mim acordaria para ir fazer chichi.

Não necessitava de aspirar a casa todos os dias.
Não tropeçava em brinquedos, coisas e coisinhas.
Não convidava a vizinha para vir passear o cão comigo.

Não me preocupava se a plantinhas, os produtos de limpeza,
os sacos plásticos, gel de banho ou champô eram venenosos ou perigosos.

Nunca tinha procurado uma sombra para que alguém pudesse fazer chichi descansado e fresco,
Nunca tinha pensado em ficar babada ao mexer na boca de alguém.

Nunca pensei em apanhar um cocó da via pública de alguém.
Nunca pensei em ter de andar a ver o rabiosque de um ser e ter de limpar.
Nunca pensei em ter de limpar as remelas com soro.

Eu tinha controlo completo da minha agenda.
Sabia o que queria fazer e o que faria.
Durante a noite, não tinha de acordar de 10 em 10 minutos para ver se estava tudo bem.

Eu nunca olhei para uns olhos expressivos e tive vontade de chorar.
Eu nunca senti o meu coração a partir-se em mil pedaços quando não sabia como acalmar a dor.
Jamais sonhei que algo tão peludo e de quatro patas me arrebataria o coração.

Nunca tinha segurado, no colo, um cachorro.
Não sabia que existe um calorzinho no coração em cada vez que se alimenta um cachorrinho.
Não sabia que algo tão pequeno significasse tanto para mim.

Antes de ser mãe de cão,
Eu não sabia o que era o calor, a alegria, o amor, a angústia, o espanto ou a satisfação de ser mãe de cão!!

Gostou deste artigo? Então siga-nos na nossa página de facebook ou subscreva a nossa newsletter para ser o primeiro a receber o artigo do dia.