Top Social

A leishmaniose

10.5.12
A leishmaniose é uma doença grave, que pode causar a morte ao cão. É provocada por um protozoário microscópico chamado Leishmania infantum e actualmente não existe nenhuma vacina disponível na Europa.

Para proteger o seu cão, procure que se mantenha dentro de casa desde o entardecer até ao amanhecer durante os meses de Março a Novembro.

Se acha que o seu cão pode estar infectado, tente verificar a presença de sinais clínicos típicos e leve-o o quanto antes a um Centro de Atendimento Médico-Veterinário para que o examinem minuciosamente e façam os exames necessários, pois quanto mais cedo for diagnosticada a doença, mais eficaz será o tratamento.

A leishmaniose canina ocorre sobretudo na América Latina e nos países mediterrâneos, incluindo Portugal, Espanha, França, Itália, Malta, Grécia, Turquia, Israel, Egipto, Líbia, Tunísia, Argélia e Marrocos.

No princípio a doença manifesta-se com perda de pêlo, sobretudo à volta dos olhos, boca e nariz. Ao evoluir, as lesões cutâneas - perda de pêlo, acompanhada de dermatite ulcerativa - estendem-se a toda a superfície corporal. As lesões cutâneas são acompanhadas de perda de peso corporal.

Embora a leishmaniose tenha tratamento este não impedirá que o cão sofra uma recaída posterior.


Fonte: Scalibor