Top Social

Carraças - E se o cão já estiver infectado?

7.5.12
Saúde| Em primeiro lugar, está contra-indicado arrancar a carraça, pois ao fazê-lo estaremos somente a eliminar o corpo da carraça, visto que a parte da boca manter-se-á agarrada à pele do cão, podendo causar reacções locais com a formação de granulomas.

O ideal é aplicar umas gotas de vaselina ou parafina líquida em volta da carraça, massajar suavemente com a ajuda de um pinça até que fique mais solta e depois removê-la com cuidado, fazendo movimentos circulares, como que a desaparafusar um parafuso. Peça ajuda ao médico-veterinário do seu cão antes de tentar aplicar esta técnica. Após remover a carraça, devemos mergulhá-la em álcool, para que se consiga eliminar também os ovos. É importante lavar bem as mãos após a remoção e manipulação das carraças. Também existem instrumentos especiais para a extracção do parasita, como pinças de carraças, que se podem adquirir em lojas especializadas.

Concluindo, as carraças são agentes de doença e causadores de enormes prejuízos ao nível das explorações pecuárias e de Saúde Pública. Apesar de ser impossível erradicar as carraças, podemos tomar medidas de controlo e de luta contra as carraças que impeçam a disseminação de pragas e o estabelecimento de novos focos de doença.