Top Social

Perguntas sobre o diagnóstico da Leishmaniose

15.5.12
O que devo fazer se achar que o meu cão tem Leishmaniose?
Deve levar o seu cão ao Centro de Atendimento Médico-Veterinário o mais cedo possível. Aí o Médico-Veterinário poderá examiná-lo clinicamente e propor-lhe a realização de um ou mais exames complementares de diagnóstico para confirmar a presença ou ausência da doença.

Qual é o período de incubação da doença?
O período de incubação é muito variável, podendo ser de poucos meses ou anos. O valor médio poderá aproximar-se dos 3 a 18 meses.
Alguns cães são resistentes e, embora possam sofrer picadas de flebótomos infectados, nunca mostrarão sinais de doença, desde que se mantenham correctamente alimentados e não sejam submetidos a situações de stress variado. Pensa-se que esta resistência poderá ser determinada geneticamente.

Que métodos de diagnóstico existem?
Basicamente, utilizam-se técnicas que nos permitam detectar o parasita (parasitológicas) ou a presença de uma resposta imunológica do cão àquele. Quando se suspeita que um cão está a desenvolver leismaniose podem utilizar-se várias técnicas simultaneamente a fim de assegurar o diagnóstico.
Em zonas endémicas de leishmaniose canina, os donos devem submeter rotineiramente os seus cães a exames para determinar se estão ou não infectados de forma a se conseguir um diagnóstico precoce. Uma boa altura para o fazer é durante a consulta anual de revacinação.