Top Social

Um fim-de-semana em família

1.4.12
Este fim-de-semana é diferente. Costumo passar os fins-de-semana sem o meu menino e nas margens do Rio Ave, o presente fim-de-semana será passado com o Lucas e trataremos de colocar os passeios, as brincadeiras e os mimos em dia. 


Paisagem sob o Rio Ave
Vamos correr muito, rebolar muito, sujar muito, iremos, inclusivé, até à praia se o R. alinhar. Claro que documentaremos tudinho para depois vos mostrar.

Para já deixamo-vos algumas das brincadeiras (retiradas da Revista Cães&Companhia) que temos tentado ensinar ao menino.

Fazer-se de morto
Este truque é bastante antigo e vai deliciar os teus amigos vezes sem conta!
Passo 1: Utiliza um engodo de comida para fazer o cão deitar-se. À medida que ele se senta , segura a guloseima em frente do focinho e rapidamente desloca-a para baixo, junto ás patas dizendo: ”Deita!”, repete o processo até o cão se deitar com o comando verbal.

Passo 2: A seguir ensina o teu cão a rebolar de costas! Enquanto ele está deitado, segura a guloseima em frente ao focinho dele, na tua mão direita desloca-a numa rotação de 20 cm no sentido dos ponteiros do relógio. Isto vai fazer com que a cabeça e a parte superior do corpo do cão rodem.
Ao mesmo tempo, empurra suavemente a parte de cima da barriga com a mão esquerda. “A maior parte das vezes o cão rebola imediatamente e coloca as patas para cima para tu lhe coçares a barriga”. À medida que o animal rebola diz: “rebola”! repete até que ele se deite depois use apenas a guloseima e o movimento circular.

Passo 3: A última fase é uma lenta transição do movimento circular para um gesto de apontar para o teu cão e diz-lhe: ”Morto!”. Faz isso gradualmente, à medida que tu te posicionas cada vez mais longe dele, repetindo sempre a palavra-chave. Eventualmente o teu cão irá rebolar “morto” sempre que apontares para ele dizendo “morto”.

Apanhar uma guloseima no focinho
Esta habilidade também é muito fácil de aprender
Passo 1: segura o focinho do teu cão por baixo com a mão esquerda e coloca uma guloseima na ponta do nariz dele com a mão direita. Devagarinho, afasta as mãos do cão á medida que lhe dizes: “Toma!
Durante as primeira tentativas, a guloseima decerto irá rebolar pelo nariz por cima da cabeça o cão. Apanha-a antes que caia ao chão e repete o processo.
Eventualmente o teu cão descobrirá  um meio de apanhar a guloseima no ar.

Passo 2: Ensina o teu cão a esperar pelo seu comando verbal antes de apanhar a guloseima depositada na ponta do nariz requer que ele aprenda um contacto de espera e outro de acção. Coloca a tua mão esquerda por debaixo do focinho e a guloseima na ponta do nariz com a mão direita e diz “Espera!” num tom de voz firme e baixo. Lentamente retira a tua mão debaixo do focinho e diz “Toma!” se ele desatar a tentar agarrar a guloseima antes de tu lhe dizeres para o fazer, retira o comando de espera.

Passo 3: Aumenta gradualmente o intervalo entre o comando de espera e o de acção, mantendo um tom firme até tu aprovares.

Dicas para que o treino seja mais fácil:
î       Treinar o teu cão para fazer habilidades requer imenso amor e paciência. Portanto não esperes milagres, aqui ficam algumas dicas:
î       Recompensa com frequência e pratica quando o cão estiver calmo e livre de distracções.
î       Controla o teu animal antes de lhe ensinares habilidades; no mínimo o teu cão deve conhecer comandos básicos tais como “senta” e “fica” (tenta levá-lo para uma escola local de obediência).
î       Embora os cães mais jovens sejam mais fáceis de treinar do que os cães mais velhos, todos são capazes de aprender ao longo das suas vidas.
î       Nunca grites ou utilizes nada que provoque a dor, como coleiras de treino (com dentes de metal ou aplicadoras de choques eléctricos). “O treino deve ser uma experiência unificadora divertida tanto para o dono, como para o cão”, afirma o Dr. Hausen.